Make your own free website on Tripod.com
VI Copa do Mundo da FIFA - 1958
Curiosidades da Copa do Mundo de 1958
Home

  • A Suécia foi o país escolhido para sediar a Copa de 58 em virtude de sua neutralidade durante a Segunda Guerra Mundial, assim como acontecera com a Suíça em 1954.

  • Pela primeira vez a União Soviética participou de uma Copa do Mundo.

  • Pela primeira e única vez todos os membros britânicos, Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales jogaram a Copa.

  • Além das Eliminatórias européias, o País de Gales, que terminou em segundo atrás da Tchecoslováquia, jogou uma repescagem contra Israel depois que os israelenses venceram seu grupo sem precisar jogar devido às desistências de Turquia, Indonésia e Sudão. A FIFA determinou que nenhuma equipe se classificaria para a Copa sem jogar pelo menos uma partida pois muitos times se classificaram em Copas anteriores só por causa da desistência de outros. Gales venceu a repescagem e se classificou.

  • País de Gales foi a grande zebra da primeira fase, se classificando para as quartas de final.

  • Após o empate em 0 a 0 contra o English Team, os jogadores se reuniram com o treinador, Vicente Feola, e pediram a entrada de Mané Garrincha e Pelé no time. O pedido deu resultado: Brasil 2 a 0 contra a União Soviética, com grande atuação de Garrincha contra seu marcador.

  • Quando enviou a lista de jogadores para a Copa, a CBD esqueceu-se de colocar o número de cada atleta. Assim, o uruguaio Lorenzo Vilizzio, membro do comitê organizador, distribuiu a numeração aleatoriamente. O goleiro Gilmar jogou com a camisa 3. Pelé vestiu a 10 por acaso.

  • O Brasil perdeu da Suécia no sorteio de quem jogaria a final de amarelo e foi obrigado a atuar com a camisa azul. Como não havia levado um jogo de camisas reservas, a CBD teve de improvisar. Tanto que os números nas costas dos jogadores eram amarelos.

  • Schiaffino e Ghiggia deixaram a seleção uruguaia para defender a Itália. Nem com esses reforços a Azzurra passou pela Irlanda do Norte nas Eliminatórias.

  • Perto do início do Mundial, após o amistoso com a Fiorentina, o técnico Feola decidiu barrar Garrincha, substituindo-o por Joel, do Flamengo, por considerar que o ponta do Botafogo abusara dos dribles. Mané foi reserva nos dois primeiros jogos da Copa.

  • A taça recebeu o nome de Jules Rimet em homenagem ao ex-presidente da Fifa, que morrera dois anos antes.

  • Ao levantar a taça de campeão com as duas mãos, Bellini inaugurou um gesto que seria repetido nas copas seguintes.

  • O francês Just Fontaine ganhou um prêmio nada convencional por ter acabado a Copa de 1958 como artilheiro. O atacante, que marcou 13 gols, recebeu um moderno fuzil de caça.

  • A derrota por 6 a 1 para a Tchecoslováquia, que eliminou a Argentina da Copa da Suécia, causou confusão aos jogadores do país sul-americano. No desembarque em Buenos Aires, eles foram alvo de centenas de moedas de um peso, atiradas por torcedores.

  • Uma das ausências sentidas na Copa de 1958 foi o centroavante soviético Streltsov, do Torpedo de Moscou. Ele foi impedido de sair da União Soviética porque estava respondendo a um processo criminal por estupro.

  • Pelé se tornou o mais jovem jogador a marcar um gol em Copas do Mundo. Ele fez o ùnico gol da partida, contra País de Gales. Ele tinha 17 anos e 239 dias.
  • Pela primeira vez na história das Copas uma partida terminou empatada em 0 x 0. O jogo foi entre Brasil e Inglaterra, válido pelo grupo 4 da primeira fase. Ao final da partida, os jogadores nao sabiam o que fazer, pois pensaram que o juiz daria prorrogação.
  • Após o apito final, toda a seleção comemorava o título. Garrincha estava em silêncio, então um membro da comissão indagou: " Oh Mané, comemora, a gente ganhou!". Garrincha respondeu: "O que?! Já acabou?! Não tem segundo turno?! Eita campeonatinho esquisito!"
  • A Seleção deu a volta olímpica com a bandeira sueca e foi super aplaudida pelos torcedores da seleção da Suécia inclusive pelo Rei Gustavo.
  • Perguntado à Garrincha qual seleção teria sido a mais complicada, ele respondeu: "Aquela que joga com o uniforme do São Cristóvão." Era a Inglaterra.
  • De todas as histórias atribuídas à Mané Garrincha, uma me chamou muito a atenção: Garrincha teria comprado um rádio em Gotemburgo e pago assim uma fortuna por ele. Dois dias depois ele o vendeu à Nilton Santos por uma pechincha. Quando questionado o porque dessa venda tão sem propósitos, Garrincha respondeu: "Comprei pra ouvir meu sambinha, mas esse rádio porquera só fala sueco e eu não entendo nada!".

Volta à página principal