Make your own free website on Tripod.com
VI Copa do Mundo da FIFA - 1958
Lennart Skoglund
Home

skoglund.jpg

 
Lennart " Nacka " Skoglund, (24 de Dezembro de 1924 em Estocolmo – 20 de Julho de 1975 em Estocolmo), was a Swedish football player.
 
Guardadas as proporções ditadas pela razão, Lennart "Nacka" Skoglund (1929-1975) foi o Garrincha da Suécia.

Entre as diferenças, ele era loiro e atuava pelo lado esquerdo do ataque. Entre as semelhanças, era um driblador veloz e muito hábil. Também teve morte precoce, alcoólatra e pobre.

Skoglund começou como meia-esquerda e se firmou pelo Hammarby. Em 1950, foi negociado com o AIK, grande rival de seu clube anterior, e estreou na seleção sueca.

Na época, a Suécia remontava sua equipe, desmanchada depois da medalha de ouro nas Olimpíadas de 1948.

Após aquela conquista, vários craques trocaram o amadorismo que ainda vigorava no país pelos salários do futebol profissional italiano - e ficaram impedidos de atuar pela seleção.

Com isso, Skoglund entrou como reposição para a Copa de 1950, no Brasil. Entrou em quatro das cinco partidas e não fez gol, mas ajudou a Suécia a chegar ao 3º lugar, sua melhor colocação até então.

Uma das partidas foi a vitória da Suécia contra a Itália, no Pacaembu, que bastou para que a Internazionale de Milão contratasse Skoglund. Foi bicampeão italiano em 1953 e 1954.

Como estava no exterior, Skoglund ficou de fora da seleção, que perdeu para a Bélgica a vaga para a Copa do Mundo de 1954.

País-sede da Copa seguinte, a Suécia mudou sua política para não dar vexame em casa e reconvocou todos os seus "estrangeiros", entre eles Skoglund, agora adaptado à ponta-esquerda.

Ele demoliu quase todas as defesas que enfrentaram a Suécia e marcou um gol na vitória de 3 a 1 sobre a Alemanha na semifinal. Suas jogadas perigosas só foram anuladas por Djalma Santos na final contra o Brasil.

Skoglund continuou no futebol italiano até 1964, quando voltou à Suécia e ao Hammarby. Fez um gol olímpico logo em sua reestréia.

Aposentado em 1967, exibia seu talento ocasionalmente em parques de diversões, com truques como mandar uma moeda para dentro do bolso da calça com um chute, depois de alguns malabarismos.

Generoso e sem muita noção do dinheiro, Skoglund ficou pobre por causa de aproveitadores e a bebida só piorou sua situação.

Skoglund morreu em 1975, com apenas 45 anos. Uma estátua foi inaugurada em 1984 no bairro em que ele nasceu.

Volta à página principal